Utilização de Tecnologias de Informação como Ferramenta Didática em Escolas Públicas no Estado de Pernambuco

Wagner Henrique Matias de Carvalho, Wágner Bruno Silva Coelho

Resumo


O ensino constitui uma ação social fundamental, o que em outros termos, é a construção da personalidade humana e de saberes, destaca-se a importância de buscar novas ferramentas tecnológicas de gestão pedagógica para intervenções educacionais no cotidiano da sala de aula, é essa solicitação, que expressa o surgimento de tecnologias de informação. A tecnologia é um dos elementos constituintes fundamentais da modernidade, ela transformou a forma de viver e de se relacionar do indivíduo, além de provocar desenvolvimento científico e tecnológico. Este trabalho tem o objetivo geral de verificar a utilização de tecnologias de informação para melhora da didática das escolas públicas no estado de Pernambuco. Consiste em uma revisão bibliográfica de caráter exploratório. Com o expressivo progresso do conhecimento de forma global, o emprego de tecnologias de informação e comunicação passaram a ser ferramentas fundamentais em nossas vidas. Essas tecnologias de informação e comunicação ainda não estão abrangente para todos, mas revolucionaram distintos campos da sociedade e originaram grandes mudanças na esfera da educação. Este estudo teve importância imperiosa para a ponderação e discussão das TIC, porque demonstrou que a utilização das TIC auxiliam de forma bastante positiva a didática dos professores e insere a escola em um plano de desenvolvimento que consente a sociedade atual. No estado de Pernambuco, alguns projetos foram agregados, mas, necessita-se de maior alcance, para que toda a rede educacional presencie e desenvolva tecnologias de informações em seu dia-a-dia, para que possa ser aprimorado mais ainda as didáticas dos docentes e para que os alunos recebam novos conceitos de aprendizagem.

Palavras-chave


Educação. Didática. Tecnologia.

Texto completo:

PDF

Referências


ALMEIDA, Maria Elizabeth Bianconcini. Tecnologias na Educação: dos caminhos trilhados aos atuais desafios. Boletim de Educação Matemática, v. 21, n. 29, 2008.

BECKER, Fernando. Educação e Construção do Conhecimento: Revista e Ampliada. Penso Editora, 2016.

BIANCHI, Paula; PIRES, Giovani De Lorenzi; VANZIN, Tarcízio. As Tecnologias de Informação e Comunicação na Rede Municipal de Ensino de Florianópolis: possibilidades para a educação (física). Revista Linhas, v. 9, n. 2, 2009.

BRANDÃO, Carlos Rodrigues. O que é educação. Brasiliense, 2017.

CANDAU, V. M. (Org.). A Didática em questão. Rio de Janeiro: Vozes, 1983.

DOURADO, Irismar de França et al. Uso das TIC no Ensino de Ciências na Educação Básica: uma Experiência Didática. Revista de Ensino, Educação e Ciências Humanas, v. 15, 2015.

DOWBOR, Ladislau. Tecnologias do conhecimento: os desafios da educação. Petrópolis: Vozes, p. 30. São Paulo, 2001.

ENGUITA, Mariano Fernández et al. Educação e transformação social. 2007.

FAZENDA, Ivani Catarina Arantes. Interdisciplinaridade: didática e prática de ensino. Interdisciplinaridade. Revista do Grupo de Estudos e Pesquisa em Interdisciplinaridade. ISSN 2179-0094., n. 6, p. 9-17, 2015.

FERNANDES, Sérgio Alexandre Simões. Sistemas de informação geográfica na gestão de campos de golfe: enquadramento teórico e caso de estudo do campo do golfe da Quinta do Lago. Tese de Doutorado. 2008.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da indignação cartas pedagógicas e outros escritos. 2000.

FREIRE, Paulo. Educação e mudança. Editora Paz e terra, 2014.

GOLDENSTEIN, Marlene Seica. Produção de conhecimento e atividade formativa: uma proposta para educadores autor. Tese de doutorado. Campinas, SP: [s.n.], 2009.

KENSKI, Vani Moreira. Educação e tecnologias: o novo ritmo da informação. Campinas: Papirus, 2007.

LIBÂNEO, José Carlos. didática. Cortez Editora, 2017.

LUCKESI, Cipriano Carlos. Tendências pedagógicas na prática escolar. Filosofia da Educação. São Paulo: Cortez, 2005.

MAIA, Ulisses Barros de Abreu. O uso das tecnologias de informação como instrumentos de poder no pentecostalismo brasileiro. Anais dos Simpósios da ABHR, v. 12, n. 1, 2011.

MANFREDI, Silvia Maria. Educação profissional no Brasil: atores e cenários ao longo da história. Paco Editorial, 2017.

MARQUES, Mário Osório. A escola no computador: linguagens rearticuladas, educação outra. 2ª ed. Ijuí: UNIJUÍ, v. 2, 2006.

MONTE, Marciel José. Programa Aluno Conectado: analisando a utilização do computador para a Educação Estatística em escolas de Pernambuco. XX EBRAPEM. 2016.

NICOLETE, Priscila Cadorin et al. Integração de tecnologias no ensino da matemática na educação fundamental pública. Seminário de Pesquisa, Pós-Graduação e Inovação, 2016.

NÓBREGA, Maria Miriam Lima; GARCIA, Telma Ribeiro. Classificação Internacional para a Prática de Enfermagem: instrumental tecnológico para a prática profissional. Revista Brasileira de Enfermagem, v. 62, n. 5, 2009.

PERNAMBUCO, Secretaria de Educação. Tecnologias nas escolas: conectando ideias. 2012.

RODRIGUES, João. Formação inicial de professores no uso das TICS para o ensino de biologia da Universidade Federal do Amazonas. Revista Areté| Revista Amazônica de Ensino de Ciências, v. 9, n. 19, p. 176-187, 2017.

SOBRINHO, José Dias. Avaliação e transformações da educação superior brasileira (1995-2009): do provão ao SINAES. Avaliação: Revista da Avaliação da Educação Superior, v. 15, n. 1, 2010.

TRIVIÑOS, A. N. S. Introdução à pesquisa em ciências sociais: a pesquisa qualitativa em educação. 23ª reimpr. São Paulo: Atlas, 2015.

ZUIN, Antonio AS. O Plano Nacional de Educação e as tecnologias da informação e comunicação. Educação & Sociedade, v. 31, n. 112, 2010.




DOI: https://doi.org/10.14295/idonline.v12i42.1323

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2021 Wagner Henrique Matias de Carvalho, Wágner Bruno Silva Coelho

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

A ID on line. Revista de psicologia (ISSN: 1981-1179) é indexada nas seguintes bases de dados: