Metodologias Ativas ou Convencionais para o desenvolvimento de Trabalhos de Conclusão de Curso? Uma análise da percepção de alunos do curso de Administração

Ranielly da Cruz Pereira, Alyne Leite de Oliveira, Hudson Josino Viana, Antonio Raniel Silva Lima, Maria Patrícia de Alencar

Resumo


O estudo em questão teve como principal objetivo analisar como as metodologias ativas podem influenciar na percepção de alunos do 6º e 7º semestres do curso de administração de uma IES privada do centro sul do Ceará no desenvolvimento do trabalho de conclusão de curso. O método utilizado para a coleta de dados foi delineado a partir da aplicação de atividades baseadas na proposta do TBL e PBL, seguidas de observação assistemática não participante e um grupo focal, onde foram coletados relatos dos participantes. A pesquisa caracterizou-se com abordagem qualitativa e objetivo descritivo. Obteve-se que a utilização de metodologias ativas vem favorecer amplamente na desenvoltura e senso crítico e, especialmente na autonomia do estudante enquanto ser que pensa e que direciona o caminho que pretende alcançar, embora isso não seja nítido para ele em momentos iniciais. Os modelos apresentados apresentam-se como de significativa relevância na construção científica visto a necessidade de desenvolvimento de atividades em grupo, assim como a percepção crítica do sujeito enquanto participante do ambiente em que estiver inserido, na resolução de problemas de maneira proativa, esse fato se confirma nos relatos dos entrevistados.

 

 


Palavras-chave


Pesquisa cientifica. Metodologias ativas. PBL.TBL

Texto completo:

PDF

Referências


ALMEIDA, M. E. B. Integração de currículo e tecnologias: a emergência de web currículo. Anais do XV Endipe – Encontro Nacional de Didática e Prática de Ensino. Belo Horizonte: UFMG, 2010.

ASSUMPÇÃO, M.L.A. Metodologias ativas: pontos e contrapontos de uma proposta metodológica, 2017.

BOLLELA ,R.V. SENGER, H.M. TOURINHO S.V.F . AMARAL, E. Aprendizagem baseada em equipe: da teoria a pratica, 2014

BARROS, A. J. Da S.; LEHFELD, N. A. de S. Fundamentos de metodologia científica. 3. ed. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2007.

BARBOSA, E. F. & MOURA, D. G. Metodologias ativas de aprendizagem na Educação Profissional e Tecnológica. B. Tec. Senac, Rio de Janeiro, v. 39, n.2, p.48-67, maio/ago. 2013.

BERBEL, N. A. N. As metodologias ativas e a promoção da autonomia de estudantes, 2011.

DEMO, P. Pesquisa: princípio científico e educativo. São Paulo: Cortez, 1991.

DEWEY, J. Vida e Educação. São Paulo: Nacional. 1959.

FAVA, R. Educação para o século XXII. Saraiva, 2016.

FREIRE, P. Pedagogia do oprimido. Paz e terra, 1970.

GONÇALVES, M.Y. A. PERES, C ,L. SANTOS, M,S. NASCIMENTO, S. L. Uso do TBL como metodologia de ensino de saúde coletiva na graduação em odontologia. Universidade federal do Pará, 2016.

GUEDES, L.K. A aprendizagem baseada em problemas na percepção dos estudantes e professores do curso administração, 2014.

GUIMARÃES, S. E. R. Avaliação do estilo motivacional do professor: adaptação e validação de um instrumento. Tese (Doutorado em Educação) - Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2003.

HARTZ, A. A Construção do trabalho de Conclusão do Curso por Meio da metodologia Ativa Team-Based Learning, 2015.

MATIAS-PEREIRA, José. Manual de metodologia da pesquisa científica. 3. ed. São Paulo: Atlas, 2012.

MAZUR, E. Peer Instruction: A User's Manual. Boston: Addison-Wesley, 1996.

MORAN, J . Mudando a educação com metodologias ativas, 2015.

MOREIRA, D. A. O método fenomenológico na pesquisa. São Paulo: Pioneira Thompson, 2002.

PORTES, S. S. Intervenção pedagógica mediada com metodologia ativa team based learning na educação profissional: uma experiência no instituto federal de Brasília, campus Taguatinga, 2016

QUEIROZ, A. PBL, Problemas que trazem soluções. Revista Psicologia, Diversidade e Saúde, Salvador, dez. 2012; 1(1): 26-38. Disponível em: < https://www5.bahiana.edu.br/index.php/psicologia/article/viewFile/36/37>. Acesso em: 10 nov. 2017.

RIBEIRO, L. R. C. A aprendizagem baseada em problemas (PBL): uma implementação na educação em engenharia na voz dos atores. 2005. 209f. Tese (Doutorado em Educação), Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, 2005.

SANTOS, Antônio Raimundo dos. Metodologia científica: a construção do conhecimento 5. ed. Rio de Janeiro: DP&A, 2002.

SANTOS, A. R. dos. Metodologia cientifica: a construção do conhecimento rio de janeiro DP&A, 2004.

SAVIANI, D. Escola e democracia. 32. ed. São Paulo: Cortez, 1944

SOUZA,R.N. Aprendizagem ativa em administração: um estudo baseado em problemas( PBL) na graduação, 2013.

VIDAL, E. Ensino á Distancia x Ensino Tradicional. Universidade Fernando Pessoa Porto, 2002.

MAIA,R.T. A importância da disciplina de metodologia científica no desenvolvimento de produções acadêmicas de qualidade no nível superior ,2008.

MORAES, F.F. FAVA, M. A. Iniciação científica muitas vantagens e poucos riscos Disponível: São Paulo Perspec. vol.14 no.1 São Paulo Jan./Mar. 2000.




DOI: https://doi.org/10.14295/idonline.v12i41.1224

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


A Id on Line (ISSN: 1981-1179) é indexada nas seguintes bases de dados: