A Práxis do Enfermeiro na Assistência prestada à Saúde do Idoso Usuário do Serviço Hospitalar Oncológico

Andreane Nathalia Pereira de Almeida Monteiro, Maria Amanda Lima Batista, Juliane da Silva Pereira, Luciclaudio da Silva Barbosa, Claudia Daniele Barros Leite-Salgueiro, Luzineide Lobato

Resumo


O presente estudo é uma revisão integrativa sobre a prática de enfermeiros na assistência à saúde do idoso usuário de serviço hospitalar em oncologia. Objetivo: O estudo buscou evidenciar o perfil dos trabalhos publicados em âmbito nacional, no período de 2011 a 2016, com o levantamento feito a partir do Portal Regional da Biblioteca Virtual de Saúde (BVS), direcionando para periódicos indexados nas bases LILACS e SciELO. Método: A amostra foi apresentada em um quadro sinótico com a distribuição dos artigos analisados. Conclusão: Os autores encontraram ampla discussão na literatura, principalmente considerando-se o modelo humanista de assistência, no qual enfermeiro poderá ouvir objetivamente o indivíduo, identificar suas necessidades e ajudá-lo a encontrar soluções a partir do aumento das informações de sua própria atividade mental, instrumentalizando-o para o agir. Portanto, na consideração de situações em que a vida dos pacientes é permeada por limiares críticos, os profissionais devem estabelecer uma assistência baseada nos princípios éticos e agir de forma reflexiva, a fim de garantir um cuidado efetivo e humanizado.


Palavras-chave


Idoso; cuidado de enfermagem; serviço hospitalar de oncologia

Texto completo:

PDF

Referências


ALMEIDA, ABA; AGUIAR, MGG. A dimensão ética do cuidado de enfermagem ao idoso hospitalizado na perspectiva de enfermeiros. Rev. Eletr. Enf. [Internet]. 2011 jan/mar;13(1):42-9.

ALVES, VS; SANTOS, TS; TREZZA, MCSF; SANTOS, RM; MONTEIRO, FS. Conhecimento de Profissionais da Enfermagem sobre Fatores que Agravam e Aliviam a Dor Oncológica. Revista Brasileira de Cancerologia 2011; 57(2):199-206.

AMADOR, DD; GOMES, IP; COUTINHO, SED; COSTA, TNA; COLLET, N. Nurses’ conceptions about pediatric oncology care training. 2011.

BRASIL, Instituto Nacional do Câncer. Estimativa 2012 - Incidência de câncer no Brasil. Rio de Janeiro; 2011.

BRASIL. Instituto Nacional do Câncer. Estimativa 2012: incidência de câncer no Brasil/Instituto Nacional de Câncer. Rio de Janeiro: INCA; 2011.

BRASIL. MINISTÉRIO DA SAÚDE. INSTITUTO NACIONAL DE CÂNCER (INCA). Disponível em: . Acesso em:01 de abril de 2011.

BRASIL. Ministério da Saúde. Instituto Nacional do Câncer. Coordenação Geral de Gestão Assistencial. Coordenação de Educação. Comunicação de notícias difíceis: compartilhando desafios na atenção à saúde. Rio de Janeiro: INCA; 2010; 206 p.

BRITO, NTG; CARVALHO, R. A humanização segundo pacientes oncológicos com longo período de internação. Einstein. 2010; 8(2pt1):221-7.

CERRI, A; ROEHRS, A; CROZETA, K; SARQUIS, LMM; PALU, L. Problemas éticos no cuidado ao paciente crítico. Cogitare Enferm. 2011;16(3):463-70.

FURTADO, SB; LÔBO, AS; SANTOS, MCL; SILVA, APS; FERNANDES, AFC. Understanding feelings about breast cancer: nurses’ report. Rev RENE [Internet]. 2009.

GIRO, A; PAÚL, C. Envelhecimento Sensorial, Declínio Cognitivo e Qualidade de Vida no Idoso com Demência. Actas de Gerontologia. v.1, n.1, p.1-10, 2013.

HAPP, MB. Individualized care for frail older adults: challenges for health care reform in acute and critical care. Geriatr Nurs. 2010;31(1):63-5.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Sinopse do censo demográfico. 2010 [Internet].

MARTINS, PAF; SILVA, DC; ALVIM, NAT. Tipologia de cuidados de enfermagem segundo clientes hospitalizados: encontro das dimensões técnico-científica e expressiva. Rev Gaúcha Enferm.2010;31(1):143-50.

MASCARENHAS, NB; ROSA, DOS. Bioethics and nursing formal education: a necessary interface. Enferm [Internet]. 2010

MATOS, E; PIRES, DEP; GELBCKE, FL. Implicações da interdisciplinaridade na organização do trabalho da enfermagem: estudo em equipe de cuidados paliativos. Rev Eletrônica Enferm [internet]. 2012.

MISTURA, C; CARVALHO, MFAA; SANTOS, VEP. Mulheres mastectomizadas: vivências frente ao câncer de mama. Rev Enferm UFSM. 2012; 1(3):351-59.

MOREIRA, M.A.D.M; LUSTOSA, A.M; DUTRA, F; BARROS, E.O; BATISTA, J.B.V; DUARTE, .C.S. Políticas públicas de humanização: revisão integrativa da literatura. Ciência & Saúde Coletiva, 20(10):3231-3242, 2015.

OLIVEIRA, EA; SANTOS, MA; MASTROPIETRO, AP. Apoio psicológico na terminalidade: ensinamentos para a vida. Psicol. estud. 2010;15(2):235-44.

PETERSON, AA; CARVALHO, EC. Comunicação terapêutica na Enfermagem: dificuldades para o cuidar de idosos com câncer. Rev Bras Enferm, Brasília 2011 jul-ago; 64(4): 692-7.

PINTO, MH; CRUZ, MF; CESARINO, CB; PEREIRA, APS; RIBEIRO, RCHM; BECCARIA, LM. O cuidado de enfermagem ao paciente oncológico fora de possibilidade de cura: percepção de um grupo de profissionais. Cogitare enferm. 2011;16(4):647-53.

PROCHET, TC; SILVA, MJP. Percepção do idoso dos comportamentos afetivos expressos pela equipe de enfermagem. Esc Anna Nery Rev Enferm. 2011;15(4):784-90.

RENNÓ, SCN; CAMPOS, CJG. Comunicação interpessoal: valorização pelo paciente oncológico em uma unidade de alta complexidade em oncologia. Rev Min Enferm. 2014 jan/mar; 18(1): 106-115.

SALIMENA, AMO; TEIXEIRA, SRT; AMORIM, TV; PAIVA, ACPC; MELO, MCSC. O vivido dos enfermeiros no cuidado ao paciente oncológico. Cogitare Enferm. 2013 Jan/Mar; 18(1):142-7.

SECRETARIA EXECUTIVA, Ministério da Saúde. Morbidade hospitalar do SUS: por local de internação no ano de 2007. Brasília (Brasil): Ministério da Saúde; 2008.

VISENTIN, A; LENARDT, M. H. O itinerário terapêutico: história oral de idosos com câncer. Acta paul. enferm. [online]. 2010, vol.23, n.4, pp. 486-492.




DOI: https://doi.org/10.14295/idonline.v12i41.1213

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


A Id on Line (ISSN: 1981-1179) é indexada nas seguintes bases de dados: