Uma Abordagem sobre os Relacionamentos Amorosos e o Adoecimento Psíquico: Relato de Experiência

José Adelmo Da Silva Filho, Lumara Alves Moreira, Maria do Livramento Alencar de Holanda

Resumo


A partir da vivência clínica na Saúde Mental de Iguatu-CE, este relato de experiência traz questões advindas dos usuários no set terapêutico sobre relacionamentos amorosos e o adoecimento psíquico. Após apreciação das versões de sentido dos atendimentos e em consonância com teóricos dessa temática examina os efeitos dessas relações e a relevância na dimensão dos afetos. Não se busca fazer análise individual dos casos e suas singularidades, mas sim descrever as percepções sucedidas da experiência de acompanhar a essa demanda de forma geral. Neste relato não se busca defender paradigmas epistemológicos, mas oferecer ampla visão em diversos campos teóricos para enriquecer a temática apresentada e reafirmar que não se trata de suposição de determinada prática profissional, mas um olhar integral ao sujeito a partir da experiência. Com este trabalho foram inclusas discussões sobre a temática dentro dos serviços de saúde mental, vista sua capacidade de ressignificar as práticas profissionais, construir novos saberes, aperfeiçoando os já existentes e adaptando às particularidades de cada um.


Palavras-chave


Saúde Mental; Psicoterapia; Experiência.

Texto completo:

PDF

Referências


ALMEIDA, J.F.; A Solidão Terapêutica Nos Devaneios De Um Caminhante Solitário De Jean-Jacques Rousseau. Kínesis, Vol. VIII, n. 16, p.83-95, 2016.

AMATUZZI, MM. Versão de sentido. In: Por uma psicologia humana; 73-86. Campinas: Alínea, 2001.

BAUMAN, Z. Amor Líquido – Sobre a Fragilidade dos Laços Humanos. Rio de Janeiro: Zahar, 2003.

DYNIEWICZ, AM. Metodologia da pesquisa em saúde para iniciantes. São Caetano do Sul, SP: Difusão Editora, 2009.

FOUCAULT, M. Doença Mental e Psicologia. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, 1975.

FOUCAULT, M. Sexo, Poder e Política de Identidade. In: The Advocate, 7 de agosto de 1984; 26-30 e 58. Trad. Wanderson Flor do Nascimento.

MACEDO, GM. O Amor é um sintoma neurótico. University of Manchester. Reino Unido, 1998.

MINKOWSKI, E. Breves reflexões a respeito do sofrimento (aspecto pático da existência). Rev. latinoam. psicopatol. fundam., São Paulo , v. 3, n. 4, p. 156-164, 2000. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/1415-47142000004012.

MOREIRA, V. Más allá de la persona: hacia una psicoterapia fenomenológica mundana. Santiago: Editorial de la Universidad de Santiago de Chile, 2001.

NASIO, JD. O Livro da Dor e do Amor. Rio de Janeiro: Zahar, 1997.

REICH, W. A Função do Orgasmo– problemas econômico-sexuais da energia biológica. São Paulo: Brasiliense, 1975.

RESSEL, L.B. et al. O uso do grupo focal em pesquisa qualitativa. Texto contexto - enferm., Florianópolis, v. 17, n. 4, p. 779-786, 2008. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/S0104-07072008000400021

VOLPI, JH. Reich e a economia sexual. Curitiba: Centro Reichiano, 2005.




DOI: https://doi.org/10.14295/idonline.v12i41.1203

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


A Id on Line (ISSN: 1981-1179) é indexada nas seguintes bases de dados: