SABERES E PRÁTICAS DE UMA EQUIPE MULTIPROFISSIONAL: atendimento à crise no Centro de Atenção Psicossocial

José Adelmo Da Silva Filho, Vanessa de Morais Braga, Maria do Livramento Alencar de Holanda

Resumo


Objetivo: analisar a condução dos usuários em crise no Centro de Atenção Psicossocial Geral de Iguatu, na perspectiva dos profissionais do serviço. Método: pesquisa qualitativa, os dados foram coletados através de entrevista semiestruturadas nos meses de janeiro e fevereiro 2016, aplicada a todos os profissionais de saúde mental que atuam diretamente com pacientes em sofrimento, composta por: médico psiquiatra, residentes de psiquiatria, enfermagem, técnicos de enfermagem, assistente social, psicólogo, pedagogo, recepcionista e vigia. A análise e interpretação dos dados foram realizados de acordo com a técnica de Análise de Conteúdo de Minayo. Resultados e Discussão: como resultado percebeu-se que o dimensionamento do tratamento em situação de crise, atualmente, está bastante associado a terapêutica estabelecida entre equipe de saúde, usuário e família, bem como a manutenção de vínculos e a singularidade dos sujeitos, embora haja fragilidades no tocante a estrutura física do serviço, ao recursos humanos e capacitação dos profissionais. Conclusão: propõe-se a efetivação de novas condições de trabalho e ações voltadas a educação dos familiares, uma vez que é necessário a corresponsabilização no cuidado ao usuário.

 


Palavras-chave


Saúde Mental; Intervenção na Crise; Cuidados de Assistência à Saúde;

Texto completo:

PDF

Referências


ÁVILA, C.S.; BERLINCK, M.T. Reflexões sobre crise e estabilização em Psicopatologia Fundamental. Tempo psicanal. [Internet]. v. 46, n. 2, p. 270-286. 2014. Disponível em: http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-48382014000200006&lng=pt

BARBOSA, G.; COSTA, T.; MORENO, V. Movimento da luta antimanicomial: trajetória, avanços e desafios/ The anti-asylum fight movement: trajectory, progress and challenges. Cadernos Brasileiros de Saúde Mental/Brazilian Journal of Mental Health, v. 4, n. 8, p. 45-50. 2012. Disponível em: http://incubadora.periodicos.ufsc.br/index.php/cbsm/article/view/2017

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Núcleo Técnico da Política Nacional de Humanização. Clínica ampliada, equipe de referência e projeto terapêutico singular / Ministério da Saúde, Secretaria de Atenção à Saúde, Núcleo Técnicoda Política Nacional de Humanização – 2. ed. – Brasília: Ministério da Saúde, 2008.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Núcleo Técnico da Política Nacional de Humanização. Humaniza SUS: Documento Base para Gestores e Trabalhadores do SUS/Ministério da Saúde, Secretaria de Atenção à Saúde, Núcleo Técnico da Política Nacional de Humanização. – 4ª ed. 4ª reimp. – Brasília: Ed. Ministério da Saúde, 2010.

COSTA, M.S. Construções em torno da crise. Saberes e práticas na atenção em saúde mental e produção de subjetividades. Arquivos Brasileiros de Psicologia, Rio de Janeiro, v. 59, n. 1, p. 94-108. 2007. Disponível em: http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1809-52672007000100010

FOUCAULT M. A casa dos loucos. In: ______. Microfísica do poder. Rio de Janeiro: Edições Graal. p. 113-128. 1979.

LIMA, M. et al. Signs, meanings and practices of crisis management in psychosocial care centers. Interface - Comunic., Saude, Educ., v. 16, n.41, p. 423-34. 2012. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/S1414-32832012000200011

LUZIO, C.A. Atenção psicossocial: reflexões sobre o cuidado em saúde mental no Brasil. 2010. Tese (Livre-Docência) – Faculdade de Ciências e Letras de Assis, Universidade Estadual Paulista, Assis, 2010.

MARTINS, C.P.; LUZIO, C.A. Política HumanizaSUS: ancorar um navio no espaço. Interface (Botucatu) [Internet]. v. 21, n. 60, p. 13-22. 2017. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/1807-57622015.0614

ORNELAS, J. Psicologia comunitária: Origens, fundamentos e áreas de intervenção. Aná. Psicológica, Lisboa, v. 15, n. 3, p. 375-388. 1997. Disponível em: http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0870-82311997000300002&lng=pt&nrm=iso

SILVA, M.L.B.; DIMENSTEIN, M.D.B. Manejo da crise: encaminhamento e internação psiquiátrica em questão. Arq. bras. psicol. [Internet]. v. 66, n. 3, p. 31-46. 2014. Disponível em: http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1809-52672014000300004&lng=pt.

SILVA, M.V. A clínica integral: o paradigma “psicossocial” como uma exigência da clínica das psicoses. Rev. In-Tensa. Ex-Tensa, Salvador, v. 1, n. 1, p. 40-41. 2007.

SILVA, N.G.; SILVA, P.P.; OLIVEIRA, A.G.B. A percepção dos trabalhadores de enfermagem sobre a assistência à saúde mental em hospital universitário. Revista Ciência e Cuidado em Saúde. v. 11, n. 2, p. 303-310. 2012. DOI: http://dx.doi.org/10.4025/cienccuidsaude.v11i2.11181

ZEFERINO, M.T. Crise e Urgência em Saúde Mental: organização da atenção psicossocial à crise em rede de cuidado. 4ª Edição – Florianópolis (SC): Universidade Federal de Santa Catarina, 2015. 97 p. ISBN: 978-85-8328-022-4




DOI: https://doi.org/10.14295/idonline.v12i42.1200

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


A Id on Line (ISSN: 1981-1179) é indexada nas seguintes bases de dados: