O Papel da Liderança na Gestão da SEaD da UNIVASF, sob a Ótica dos Colaboradores

Hesler Piedade Caffé Filho, Cláudio Alberto de Sá Quirino, Ivanir Lopes de Melo, Renatha Dayane Cabral de Araújo Ramos Ramos

Resumo


Cada vez mais, as organizações modernas vêm prescindindo de liderança que exerça sobre a atuação dos colaboradores práticas de gestão mais dinâmicas e eficientes, que repercutam profundamente na motivação e participação quanto ao processo decisório. A figura do líder cada vez mais tem desempenhado um papel extremamente expressivo na orientação da produtividade e prestação de serviços de qualidade à sociedade, sem deixar, contudo, de conduzir aspectos de crescimento e desenvolvimento das políticas de pessoal. Em ambientes que são setoriais, cuja coordenação do líder recai sobre uma amplitude menor de profissionais, exercer as habilidades não deixa de ser tarefa desafiadora, ainda mais quando os atributos de liderança são incompatíveis sob a perspectiva dos liderados. Assim, busca-se, enquanto objetivo do artigo, investigar o papel da liderança no exercício de gestão da Secretaria de Ensino a Distância (SEaD) da Univasf. Para tanto, foi aplicado um questionário com os colaboradores e uma entrevista semiestruturada com o coordenador do setor, permeando a seleção de achados científicos em plataformas de busca online (Scielo, Spell, Google Acadêmico e Banco de Teses e de Dissertações da Capes. Enquanto resultados da pesquisa, observou-se na coordenação da SEaD traços de liderança democrática e visionária, cujo líder desempenha papel de conduzir as equipes para o desempenho de tarefas produtivas. Os colaboradores, por sua vez, reconhecem a presença do líder engajado, aberto ao diálogo, que estimule o crescimento e profissionalização, contribuindo para a construção da cultura com definido comportamento da empresa, motivador e que atribua a autonomia aos colaboradores, deixando-os mais livres para exercerem a sua criatividade e potencial.

 

 


Palavras-chave


Liderança; SEaD; Univasf; Motivação; Organização.

Texto completo:

PDF

Referências


ALMEIDA, L. Liderança organizacional. Álvaro dias, Miguel Varela, José Costa (Orgs.), Excelência Organizacional, p. 33-68, 2013.

ANTONELLO, Claudia; GODOY, Arilda. Aprendizagem organizacional no Brasil. Bookman Editora, 2009.

ARAÚJO, Marley, et al. Perfil de funcionários e eficácia de liderança na resolução de situações críticas. Reuna, 2014.

BARBOZA, T.; QUEIROZ, A.; LOPES, M. Análise do Comportamento Organizacional em Diferentes Culturas Organizacionais. 2017.

BARRETO, L. Cultura organizacional e liderança: relação possível?. Revista de Administração, v. 48, n. 1, p. 34-52, 2013.

BATISTA, J. A influência da liderança na motivação da equipe. Revista Eletrônica Novo Enfoque, v. 13, n. 13, p. 195-206, 2011.

BERGAMINI, C. Liderança: a administração do sentido. Revista de Administração de Empresas, v. 34, n. 3, p. 102-114, 1994.

CARVALHO, J. Estilos de Liderança e Motivação-Estudo em IPSS’s de VN Famalicão. StudiesofOrganisational Management &Sustainability, v. 2, n. 1, p. 36-60, 2014.

ESPINDOLA, M.; OLIVEIRA, A. Análise comportamental: estudo de como comportamento organizacional pode influenciar o clima organizacional da indústria. SYNTHESIS| Revistal Digital FAPAM, v. 1, n. 1, p. 179-200, 2016.

HERSEY, P.; BLANCHARD, K. Psicologia para administradores: a teoria da liderança situacional. In: Psicologia para administradores: teoria e técnicas da liderança situacional. Epu, 1986.

KOUZES, J.; POSNER, B.; DUQUE, J. O desafio da liderança. 2003.

LOPES, V.; CASSUNDÉ, F. A importância do Comportamento Organizacional para o alcance da eficácia empresarial. Id on Line, v. 9, n. 27, p. 154-166, 2015.

LUND, M. Liderança e motivação. In: Gestão de pessoas. FGV, 2009.

MARTINS. Liderança e Motivação. Rio de Janeiro, 2010.

PEREIRA, Alonso. A liderança como fator de diferencial competitivo. Negócios em Projeção, v. 5, n. 1, 2014.

PEREZ, Olivia; OLIVEIRA, Ana. Liderança eficaz: o poder e a influência de um líder no comportamento organizacional de uma empresa. Administração de Empresas em Revista, v. 14, n. 15, p. 1-16, 2015.

RICHARDSON, Roberto. Pesquisa Social: métodos e técnicas. 3.ed. São Paulo: Atlas, 2007

SANTOS, Benedito. Cultura organizacional: revisão sistemática da literatura. Revista Psicologia Organizações e Trabalho, v. 17, n. 2, p. 129-136, 2017.

SCHEIN, Edgar H. Cultura organizacional e liderança. Atlas, 2009.

SELL, Carlos. Democracia com liderança: Max Weber e o conceito de democracia plebiscitária. Revista Brasileira de Ciência Política, n. 5, p. 139-166, 2011.

SILVA, Vanessa; FERRETT, Kézia; MANCINI, Ronaldo. Recrutamento e Seleção: Um estudo sobre as técnicas utilizadas nas organizações. ETIC-ENCONTRO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA-ISSN 21-76-8498, 2015, 10.10.

SILVA, Ana. Cultura organizacional: meta análise. 2016. Tese de Doutorado. Instituto Superior de Economia e Gestão.

WEBER, Lidia. Estilos de liderança de professores: aplicando o modelo de estilos parentais. Psicologia Escolar e Educacional, v. 16, n. 2, 2012.




DOI: https://doi.org/10.14295/idonline.v12i40.1125

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


A Id on Line (ISSN: 1981-1179) é indexada nas seguintes bases de dados: