Análise da Importância da Responsabilidade Socioambiental como Fator Competitivo em uma Fábrica de Material de Limpeza em Juazeiro do Norte – CE

José Henrique da Silva Lopes, Adriana Vigolvino Medeiros, Maria Patrícia de Alencar, José Leandro de Almeida Neto

Resumo


Atualmente, na incessante busca pelo aumento da competitividade, as organizações por vezes deixam em segundo plano as questões ambientais e sociais, negligência percebida como falta de responsabilidade socioambiental. Vale salientar que, na maioria das vezes, as práticas de responsabilidade social empresarial são vistas como custos altos e desnecessários. Diante disso, este trabalho tem como objetivo investigar a importância da prática de responsabilidade socioambiental como diferencial estratégico do ponto de vista dos gestores de uma empresa fabricante de materiais de limpeza. Para isso foram realizadas entrevistas com os gestores da referida indústria, que é referência na região, por adotar e ter na sua cultura a responsabilidade social e ambiental. Foi investigado como esta consegue ter cada vez mais sucesso cuidando do meio ambiente e ajudando a sociedade, e verificou-se que a mesma consegue traçar estratégias de crescimento através da adoção de práticas socioambientais. Depois de coletadas as informações foram identificados os pontos principais das respostas obtidas e foram criados indicadores que geraram quadros para análise das informações, contendo os dados colhidos na pesquisa e sua respectiva interpretação. Através de uma análise de discurso, tratando as informações colhidas dentro da fala dos sujeitos abordados, os dados foram analisados de maneira individual e também coletiva, unindo em uma síntese o que foi relatado na entrevista pelos abordados, fazendo-se uma avaliação geral dos aspectos descritos. 


Palavras-chave


Administração. Responsabilidade Social. Sustentabilidade.

Texto completo:

PDF

Referências


ACQUIER, A.; AGGERI, F.: Une genealogie de la pensée manageriale sur la RSE. Revue Française de Gestion, v. 38, n. 180, p. 131-157, 2008. Disponível em: . Acesso em: 15 set.2016.

ALIGRELI, L.; ALIGRELI, L. A.; KRUGLIANSKAS, I. Gestão Socioambiental: Responsabilidade e Sustentabilidade do Negócio. São Paulo: Atlas, 2009.

ANDRADE, M. A. M.; GOSLING, M.; JORDÃO, R. V. D.: Responsabilidade social de siderúrgicas mineiras e a percepção de suas comunidades de entorno. Produção. v. 23, n. 4, p. 793-805, out./dez. 2013. Disponível em: . Acesso em: 14 set.2016.

BRASIL. Conselho Nacional de Saúde - Resolução 510/2016 de 07 de abril de 2016. Disponível em: . Acesso em 15 nov.2016.

DIAS, Reinaldo. Gestão Ambiental: Responsabilidade social e sustentabilidade. 2 ed. São Paulo: Atlas, 2011.

FADINI, P. S.; FADINI, A. A. B. Lixo: desafios e compromissos. 2005. Disponível em: . Acesso em: 10 dez.2016.

FREITAS, Juarez. Sustentabilidade: direito ao futuro. Belo Horizonte: Fórum, 2012.

GIL, Antônio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. 5 ed. São Paulo: Atlas, 2010.

MASSUKADO, L. M. Sistema de Apoio a Decisão: avaliação de cenários de gestão integrada de resíduos sólidos urbanos domiciliares. São Carlos: UFSCar, 2004. Disponível em: . Acesso em: 15 dez.2016.

MENDES, J. M. G. Dimensões da Sustentabilidade. v. 7, n. 2, julho/dezembro 2009. Revista das Faculdades Santa Cruz. Disponível em: . Acesso em: 14 nov.2016.

OLIVEIRA JR. P. F. P; PACAGNAN, M. N.; MARCHIORI, M. Contribuições da Metodologia do Discurso do Sujeito Coletivo (DSC) para Investigação

da Estratégia como Prática. 2013. Disponível em: . Acesso em: 15 maio.2017.

REYNAUD, E. et al.: La responsabilité sociale de l'entreprise à l'épreuve de l'Europe, n. 180, p. 109-130, 2008/1. 2008. Revue Française de Gestion. Disponível em . Acesso em: 16 set.2016.

SCHOLL, C. A.; HOURNEAUX JR. F.; GALLELI, B. Sustentabilidade organizacional: aplicação de índice composto em uma empresa do setor químico. Gest. Prod., São Carlos, v. 22, n. 4, p. 695-710, 2015. Disponível em: . Acesso em: 14 nov.2015.

SOARES, L. G. C.; SALGUEIRO, A. A.; GAZINEU, M. H. P. Educação ambiental aplicada aos resíduos sólidos na cidade de Olinda, Pernambuco - um estudo de caso. Recife: Universidade Católica de Pernambuco, 2007. Disponível em: . Acesso em: 29 nov.2016.

TACHIZAWA, T. Gestão Ambiental e Responsabilidade Social Corporativa: Estratégias de negócios focadas na realidade brasileira. 3 ed. São Paulo: Atlas, 2005.

VAZ, J.C.; CABRAL, C. C. Desenvolvimento urbano. Disponível em: . Acesso em: 10 dez. 2016.

WCED - World Comission on Environment and Development. (1987). Our common future: the Brundtland report. Oxford: Oxford University Press. Disponível em: . Acesso em: 14 nov.2016.

ZANITELLI, L. M. Capitalismo Brasileiro e Responsabilidade Social Empresarial, n. 66, p. 83-112, jul. 2013. Sequência (Florianópolis). Disponível em: . Acesso em 17 set.2016.




DOI: https://doi.org/10.14295/idonline.v12i40.1044

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


A Id on Line (ISSN: 1981-1179) é indexada nas seguintes bases de dados: