O Papel do Esporte Universitário: As impressões dos gestores de uma Faculdade Privada

Antonio Marcos Andrade da Costa, Jaime Caiceo Escudero

Resumo


O presente trabalho trata sobre uma proposta de captação de recursos financeiros para um departamento de esporte de uma Faculdade privada. Objetivo: Descrever as impressões dos gestores de uma IES a respeito do Esporte desenvolvido dentro de sua Instituição. Métodos: Trata-se de uma pesquisa qualitativa, onde foram organizadas entrevistas semiestruturadas no intuito conhecermos o fenômeno estudado. Resultados e Discussões: Foi possível, constatarmos que ambos consideram o departamento de esportes, uma importante ferramenta de inclusão, além de concordarem que, um dos problemas mais importantes seja a falta de um parceiro para dividir os custos operacionais do departamento. Conclusão: Na visão dos gestores, existe a necessidade da criação de parcerias com outras instituições, minimizando assim, custos operacionais.

 

 


Texto completo:

PDF

Referências


BASSANI, J. J.; TORRI, Danielle; VAZ, A. F). Sobre a presença do esporte na escola: Paradoxos e Ambiguidades. Movimento, Porto Alegre. P. 90. 2003.

BICKEL, E. A., MARQUES, M. G., & SANTOS, G. A. Esporte e sociedade: a construção de valores na prática esportiva em projetos sociais. EFDeportes. com revista digital.Buenos Aires.Nº 171, p 17.2012.

DAL PRÁ, I. Marketing deportivo: El patrocinio se utiliza como una estrategia de difusión. Revista electrónica de Comunicación Social.São Paulo. Brasil. 75-90.2015.

DELORS, JACQUES ET AL Educação: um tesouro a descobrir: Relatório para a Unesco da Comissão Internacional sobre Educação para o século XXI. 1998.

DE SOUZA MINAYO, MARÍA. O desafio do conhecimento. Pesquisa qualitativa em saúde.Universidade do Novo Mexico. Mexico. P38-40. 2008.

GIL, ANTONIO CARLOS. Estudo de caso. Editora Atlas. São Paulo.2009.

HATZIDAKIS, G. Deportes Universitarios Atlas del deporte en Brasil. En Confef (Ed.), Deportes Universitarios Atlas del deporte en Brasil. Rio de Janeiro. Brasil. p 1019-1021.2006.

HIRATA, E. Recursos financieros públicos y privados en equipos deportivos: el caso de la pelota de londrina (1997-2004). Revista de la Facultad de Educación Física de la UNICAMP, 5(2). 45-58. 2007.

MANDARINO, J. D. Esporte e marketing nas IES: o caso dos gestores participantes das olimpíadas universitárias. Revista SALUSVITA, Bauru. V. 32, n. 1. 63-85.2013.

MARTINHO, Ivan. As Marcas nos Esportes. São Paulo, Disponível em . Acesso em: 05 Out. de 2016.

MELO NETO, Francisco Paulo de; CARVALHO, Sérgio. Gestão de Marca no Esporte: Teoria e Prática. 1. ed. Jundiaí: Fontoura. P225-226. 2006.

RUBIO, K. O imaginário esportivo contemporâneo: o atleta e o mito do herói. Casa do Psicólogo. São Paulo p5. 2001.

SANTOS, A. G.Esportes no Brasil: Situação Atual e Propostas Para Desenvolvimento. BNDES Setorial. Rio de Janeiro. p- 160-168. 2004

SANTOS, A. Esportes no Brasil: situação atual e propostas para desenvolvimento. BNDs Setorial. Brasilia. 157-168. 2012

SANTOS JUNIOR, O., & GAFFNEY, C. Brasil: os impactos da Copa do Mundo 2014 e das Olimpíadas 2016. Editora E-papers. Rio de Janeiro. P 57-76. 2015

.

SPOSATI, A.(1996) . Mapa de Exclusão/Inclusão da Cidade de São Paulo. PUC-SP São Paulo. Brasil. p. 28

SOMOGGI, A. As características singulares do esporte como produto de marketing. Disponível em < http://www.arenasports.com.br/colunas_amir.asp> Acesso em 10 de Outubro de 2016.

TRIVINOS, AUGUSTO NIBALDO SILVA. Três enfoques na pesquisa em ciências sociais: o positivismo, a fenomenologia e o marxismo. Editora Atlas. São Paulo. 145- 160. 1987

TUBINO, M. J . Dimensões sociais do esporte. Editora Cortez.. São Paulo. P14-38. 2001.

ZEM, C. A O marketing de patrocínio esportivo no contexto das instituições educacionais. Revista de Administração da Unimep-Unimep Business Journal. São Paulo p 2, 22. 2009.




DOI: https://doi.org/10.14295/idonline.v12i39.1035

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


A Id on Line (ISSN: 1981-1179) é indexada nas seguintes bases de dados: